Neste último Criador em Destaque nós temos um pirata que viu não apenas um, mas dois Fantasmas Nebulosos: o incrível Spammals! Fizemos algumas perguntas sobre suas Jornadas pelos mares até então, e quais foram suas experiências nessas viagens.

Tem interesse em se inscrever na Tripulação de Criadores do Sea of Thieves? Saiba mais aqui.

[P]: Como você entrou no mundo dos jogos?

[R]: Minha primeira experiência com jogos foi lá nos anos 90 com o lendário Game Boy da Nintendo! Depois disso eu me tornei fã da Nintendo, e cresci com o SNES e o Nintendo 64. Ao longo dos anos, joguei a maioria dos jogos desenvolvidos pela Rare: Donkey Kong Country, GoldenEye, Blast Corps, Banjo-Kazooie... a lista é longa. Mal sabia eu que, no futuro, velejaria pelo Sea of Thieves como um Parceiro! Um sonho que se tornou realidade!

[P]: Como você se tornou membro da comunidade doSea of Thieves?

[R]: Quando comecei a produzir vídeos em Sea of Thieves eu já fazia conteúdo pro YouTube há alguns anos, então por mais que eu já tivesse um público formado, era difícil alcançar a comunidade de SoT. Mas eu nunca parei de tentar! Com o tempo, fiz alguns grandes amigos nos mares, em especial o Heal Please Heal, o Captain Falcore e a KaidaWrath. A gente encarou as mais incríveis aventuras juntos e, na minha opinião, elas renderam os melhores vídeos que eu já fiz. Eu realmente sinto que foi o poder da nossa amizade, e a pura alegria e diversão que compartilhamos, que finalmente fizeram meus vídeos alcançarem uma comunidade maior. O resto é história!

[P]: Como a criação de conteúdo se tornou a sua “arte”?

[R]: Eu sempre quis entreter as pessoas e por um bom tempo eu tentei fazer isso através da música. Isso foi antes da Internet se tornar altamente disponível e antes do YouTube existir! Com o passar dos anos, a indústria da música mudou e fiquei insatisfeito com o que eu estava fazendo. Além de gostar de música, sempre fui gamer, mas nenhum dos meus amigos ligava para os jogos que eu gostava. Eu me senti isolado e queria ouvir as opiniões de outras pessoas, então eu fui acessei o YouTube e assisti algumas pessoas fazendo Let’s Play. Eu fiquei maluco e impressionado! Eu conseguia ver as reações das pessoas, e também ouvir o que elas pensavam sobre o jogo. Enquanto eu assistia ali sentado, pensei comigo - “eu adoro isso, e posso fazer isso!”.

Usando o conhecimento de áudio que aprendi com a música, eu mergulhei de cabeça e me dediquei totalmente! Meus primeiros vídeos ficaram bem ruins, mas eu sempre me esforcei para fazer melhor, para ser melhor. Contra tudo, eu consegui crescer ao ponto em que jogar virou o meu trabalho. Eu nunca parei de me esforçar, e sempre procuro ser o melhor criador possível.

[P]: Como você decide que tipo de conteúdo vai criar?

[R]: Quando se trata de criar vídeos para Sea of Thieves, meu principal objetivo é me divertir. Qualquer coisa além disso está fora do meu controle! Você pode sair da doca com planos traçados mas, na verdade, o mar não se importa com o que você quer e vai jogar o inesperado bem na sua cara. É isso que torna Sea of Thieves tão único e divertido, você nunca sabe o que vai acontecer quando começar a navegar. Se decidir encarar as aventuras, você pode ter experiências verdadeiramente incríveis e, quem sabe, acabar criando um vídeo bem legal!

[P]: Quais foram seus desafios ao criar conteúdo?

[R]: Do ponto de vista de criação de conteúdo, o maior desafio é sobre as horas gastas na criação um vídeo. Não existe um vídeo rapidinho para Sea of Thieves! Por exemplo, o vídeo mais recente que publiquei (“The Entire Server Came For Us”, com a KaidaWrath) levou 8 horas para filmar e cerca de uma semana para editar. Começamos o dia querendo explorar uns Fortes, mas os mares tinham outros planos e nós encaramos um JvJ intenso. Com tanta coisa acontecendo, foi bem difícil examinar todas as cenas e apresentar o conteúdo de uma forma que fizesse sentido, que não quebrasse o ritmo e ainda fosse divertida de assistir. No final, eu fiquei extremamente feliz com o resultado e isso fez todo o trabalho valer a pena. No futuro, meu objetivo é me tornar mais eficiente e rápido na edição dos conteúdos de Sea of Thieves. Especialmente nos thumbnails! Eu tenho muita dificuldade com eles.

[P]: Quais são os seus canais?

[R]: Eu só tenho usado o meu canal do Youtube e, para as transmissões, uso o canal da Twitch.

[P]: Qual o momento de Sea of Thieves mais marcante até agora para você?

[R]: No meu primeiro ano nos mares, eu não gostava muito de JvJ - entretanto, quando a Atualização de Aniversário chegou, minha vontade de conhecer esse modo aumentou. Foi durante o primeiro Fim de Semana de Ouro e Glória, eu estava em um Bergantim caçando perto do Refúgio do Viajante quando nós avistamos uma tripulação de Galeão na ilha. Nos aproximamos para o ataque, eles abaixaram as velas e a perseguição começou. Eles estavam à nossa frente através do estibordo da nossa proa, longe do alcance dos canhões. A gente estava na cola deles por muito tempo, até que eles vacilaram. Eles viraram a estibordo, passando logo no alcance dos nossos canhões.

Eu e meu colega Axel disparamos, e atingimos eles em cheio. Nós colocamos uma escada em cada lado do Galeão e embarcamos ao mesmo tempo. O convés foi uma surpresa, encontramos mais tesouros do que tínhamos visto, todos alinhados para tirarmos fotos! A âncora caiu e nós começamos a despachar a tripulação, impedindo-os de consertar os danos enquanto nosso terceiro colega, Monkey, pilotava o canhão em direção ao casco deles. Esse foi meu primeiro roubo, e minha grande estreia na sobrevivência em lutas de convés. Eu consigo lembrar até hoje, o navio afundando e descendo para as profundezas, desaparecendo e explodindo em um mar de estrelas brilhando. Os baús flutuavam na superfície, criando um campo de ouro. Foi simplesmente incrível! Hoje em dia nós encontramos mais tesouro e temos lutas ainda mais épicas, mas sempre vou lembrar como me senti naquele momento. A questão nunca é o ouro, mas a glória!

[P]: O que você mais gosta no jogo atualmente, e o que espera para o futuro?

[R]: Isso vai soar meio clichê mas, honestamente, a coisa que eu mais gosto no jogo é passar tempo com o meus amigos. Eu e o Falcore navegamos juntos religiosamente toda sexta-feira e sempre nos divertimos muito, eu também passo muito tempo com a KaidaWrath, e você deve saber que ela é completamente louca! Eu também jogo com os meus amigos Axel e Eloise, além de várias outras pessoas. São as experiências que compartilhamos juntos nos mares que significam tanto para mim. Já para o futuro, eu só espero poder fazer mais amigos e criar ainda mais memórias.

[P]: Do que você sente mais orgulho em realizar quando joga?

[R]: Eu não sei o que se destaca como o meu maior sucesso, mas ao longo dos anos houve várias coisas que me sinto orgulhoso de ter participado ou contribuído. Tipo quando eu juntei forças com o Captain Falcore, o Heal Please Heal e o RiceNPeaRoy para arrecadar dinheiro para o SpecialEffect. Essa foi a minha primeira grande campanha de caridade e foi um grande sucesso. Foi incrível poder ajudar quem precisava através do alcance dos jogos.

[P]: De onde veio o nome do seu canal?

[R]: Resumo da ópera, eu estava em uma banda no começo dos anos 90 que tinha um fórum online. Ninguém movimentava o fórum, então eu postava o tempo todo para dar uma animada, sabe, caso alguém aparecesse. Meu nome era Spam. Depois, eu comecei a jogar World of Warcraft, mas o nome Spam tinha sido banido, então eu virei SpamUK. As pessoas me chamavam de Spa-muk, e eu não gostava disso. Certo dia, na brincadeira, um amigo me chamou de Spammals e pegou. Desde aquele dia eu sou o Spammals!

[P]: Que conselho você daria para um criador de conteúdo que está começando?

[R]: Tem uma frase do filme Campo dos Sonhos que nunca saiu da minha cabeça: “Se você construir, eles virão”. Para explicar, eu lembro de uma época em que meus vídeos recebiam 0 visualizações, mas isso nunca me desanimou. Eu sempre senti que estava narrando durante os vídeos e falando com o mundo inteiro mas, na verdade, ninguém estava assistindo. Com o tempo, se eu tivesse sorte, as pessoas me encontrariam, e quando isso acontecesse, meus vídeos antigos estariam prontos para entretê-las. Desde que você seja motivado por essa paixão, dando o melhor de si no que fizer, as pessoas vão perceber e, com sorte, apoiar você.

Além disso, citando o Kurt Cobain: “Eu prefiro ser odiado por quem eu sou do que amado por quem eu não sou.” Nunca sinta que você não pode ser quem você é, ou que você precisa ser que nem outras pessoas. Acredite em mim quando digo que existem muitas pessoas por aí procurando alguém exatamente como você. Pode levar um tempo para elas te encontrarem, mas quando acontecer, e elas virem o quão honesto e dedicado você é, elas ficarão.

[P]: O que você não aconselharia um criador de conteúdo a fazer?

[R]: Evitar drama e conflito. Não traga essa negatividade para o seu seu mundo e eu garanto que você vai se divertir muito mais, e o seu público também!

[P]: Que tal nos contar algumas curiosidades sobre você?

[R]: Eu tenho uma paixão enorme por história, especialmente história náutica. Eu costumava trabalhar arquivando digitalmente artefatos para museus do mundo inteiro. Eu já vi coisas muito legais! Eu também tenho uma coleção de recordações da White StarLine, a companhia responsável pelo Titanic.


Esse foi o nosso Criador em Destaque de hoje. Agradecemos ao Spammals por mergulhar em um universo de criador e fã de Sea of Thieves! Agora daremos uma olhada nesse tal de Fantasma Nebuloso...

Acompanhe todas as novidades de Sea of Thieves através das nossas redes sociais.