Há cerca de um mês, nós fomos até a Brasil Game Show 2017 e participamos da primeiríssima feira sul-americana da equipe de Sea of Thieves. Foi um estouro, e vamos comentar um pouco mais sobre isso mais tarde nesta semana. Um dos momentos de destaque da nossa viagem foi o encontro com o grande fã brasileiro de Sea of Thieves, Matheus, que passou no nosso estande várias vezes, não só para jogar, mas também para bater um papo e nos fazer companhia enquanto organizávamos as filas de quatro horas de espera!

O que acontece é que Matheus está trabalhando para criar uma comunidade dedicada ao jogo no Brasil e, por isso, no Destaque da Comunidade de hoje, ele vai nos contar o que quer fazer e por que quer fazer isso. Matheus, é com você!

Matheus (ajoelhado, na extrema direita da foto) quer estabelecer uma comunidade de Sea of Thieves no Brasil.

[P]: Fale um pouco sobre como você começou a jogar.

[R]: Comecei a jogar com cinco anos porque meus irmãos e meu pai jogavam bastante videogame também. Eles tinham o Nintendo 64 e o PlayStation 1, que acabaram ficando comigo e me permitiram jogar games que eu não havia jogado.

[P]: Você já era fã da Rare antes de Sea of Thieves e você tem algum jogo favorito da empresa?

[R]: Claro que eu já era fã antes de Sea of Thieves! Meu primeiro contato com a Rare foi com Banjo-Kazooie e eu adorava esse jogo. Passei dias jogando ele e ficaria feliz em jogar tudo de novo. 

[P]: O que você está jogando no momento? Tem algum favorito?

[R]: No momento, estou jogando bastante o Assassins Creed: Origins e o Rainbow Six: Siege. Meu favorito seria o Rainbow Six: Siege, por sua natureza competitiva. 

[P]: O que foi que atraiu você para Sea of Thieves a princípio?

[R]: Quando eu vi o trailer na E3 2015, fiquei sem palavras. Quando percebi que era um mundo aberto com temática de piratas, eu me apaixonei, e mal podia esperar para jogar! 

[P]: Sabemos que você está empolgado pelo Sea of Thieves e que quer estabelecer uma comunidade para o jogo no Brasil. O que fez você tomar a iniciativa para começar a fazer isso e quais os seus primeiros passos?

[R]: O que me inspirou a criar essa comunidade foi um amigo chamado Felipe Negrão, meu braço direito. Quando ele disse que eu deveria criar uma comunidade, pelo meu conhecimento do jogo e meu entusiasmo, simplesmente abracei a ideia. O primeiro passo que estou tomando é o de traduzir e divulgar as notícias de Sea of ​​Thieves na nossa página no Facebook.

[P]: Você tem algum plano de longo prazo de como gostaria de juntar os fãs brasileiros de Sea of Thieves assim que o jogo for lançado?

[R]: Meus planos são de realizar torneios internos e externos, criar eventos e entrevistar as pessoas responsáveis pela criação do jogo. Também já negociei com a Rare sobre itens de pilhagem para usar em sorteios na página do Facebook. Isso irá facilitar para brasileiros e fãs de países americanos terem a oportunidade de ganhar tesouros da Rare!

[P]: Agora, depois de ter jogado Sea of Thieves, você teve algum momento em que se destacou?

[R]: Eu tive quatro momentos marcantes no jogo. O primeiro foi ao ser o primeiro jogador a criar uma frota composta por três navios. O segundo destaque é que todos os navios que comandei até hoje afundaram! O terceiro momento de destaque foi quando o Felipe Negrão conseguiu roubar um navio inimigo e batê-lo em uma ilha, e o quarto foi quando consegui jogar Sea of Thieves com o Jason Cross (produtor assistente) e o Cameron Thomas (gerente da comunidade).

[P]: Pelo que você mais espera em Sea of Thieves?

[R]: Pela possibilidade de novos navios, como um navio de guerra, ou um novo tipo de bala de canhão, como a bala de canhão encadeada para impedir o navio inimigo de fugir.

[P]: Se você tivesse que escolher um nome de pirata, qual seria?

[R]: Meu nome de pirata seria Blackbeard (Barba Negra), pois tenho uma barba negra e gosto da história de Edward Teach!

[P]: Que outros tipos de hobbies você tem, além de jogar?

[R]: Meus outros hobbies incluem tiro com arco, estudar história e armas antigas.

...

E é isso aí, a história de um fã de Sea of Thieves e sua jornada para criar um espaço para os bucaneiros brasileiros chamarem de lar! Gostaríamos de agradecer Matheus por responder às nossas perguntas, e estamos ansiosos para ver a comunidade crescendo nos próximos meses e anos. Se vocês quiserem ver o que Matheus anda fazendo, deem uma olhada em sua fanpage, provisoriamente chamada de Sea of Thieves Brasil.

Quanto a nós, retornaremos em um futuro próximo para dar uma espiada na vida de mais uma de nossas estrelas da comunidade. Até lá, vocês podem ver nossos destaques anteriores e visitar nossas redes sociais para ficarem atualizados nas últimas notícias de Sea of Thieves!