Se você já acompanha Sea of Thieves há algum tempo, talvez se lembre do nosso vídeo Diário de Bordo 2: Zarpando no PC, da metade de 2016, em que Ted Timmins (Líder de Design para PC) e Joe Neate (Produtor Executivo) sentaram-se na taverna agora decorada em nosso estúdio e conversaram sobre nossas prioridades iniciais para Sea of Thieves para PCs com Windows 10. Esse vídeo trouxe muitas informações, mas um dos recursos mencionados se tornou um assunto quente na comunidade de Sea of Thieves: o multissistema!

Conforme anunciado no streaming Xbox @ gamescom Live do Mixer há pouco tempo, temos o prazer de confirmar pela primeira vez que o multissistema agora está habilitado em Sea of Thieves! Dizer que estamos empolgados para falar mais sobre isso é pouco, então o Ted preparou uma explicação mais detalhada sobre o que o multissistema significa para nós, para os jogadores e para o futuro de Sea of Thieves para PCs com Windows 10 e Xbox One. Fala aí, Ted!


Quebrando Barreiras

A primeira coisa que nos perguntamos quando conversamos sobre a possibilidade de haver um multissistema em um jogo de mundo compartilhado foi: "Por que deveríamos separar os jogadores em primeiro lugar?". Foi difícil pensar em uma resposta válida para isso. Eram razões técnicas? Tinha algo a ver com o equilíbrio do jogo? Ou era só porque poucos haviam feito essa pergunta antes? Então, começamos a trabalhar…

"Simplesmente Funcionou"

Aqui na Rare, Sea of Thieves está sendo criado com uma paridade total de recursos entre as plataformas, e estamos aproveitando completamente o Xbox Live. Por que jogadores em dispositivos diferentes não podem jogar juntos ou uns contra os outros? O que foi incrível no nosso primeiro teste de multissistema é que ele "simplesmente funcionou". É claro que nossa equipe de serviços tinha se esforçado MUITO para fazer o jogo ser executado nos servidores dedicados de duas plataformas diferentes, mas apertar um botão e vê-lo simplesmente funcionar sem um bug sequer encontrado ou inserido no banco de dados? Chegar a esse ponto foi uma experiência incrível. Desde esse dia, muitos meses atrás, estamos fazendo testes internos todos os dias, em nossos laboratórios de compatibilidade, com uma série de PCs e consoles Xbox One e Xbox One X (mais sobre isso depois) diferentes.

A Magia do Multissistema

Eu me lembro da primeira vez que tentei usar o multissistema em casa. Eu estava jogando com outros designers em uma sessão do Alfa Técnico, em uma quarta-feira à noite, e no começo esqueci que estávamos em dispositivos diferentes! Foi incrível ver como tudo pareceu normal em um curto espaço de tempo, ao ponto de fazer você se perguntar por que isso não é mais comum nos jogos. O Joe Neate (Produtor Executivo) falou tudo quando chamou isso de uma "experiência mágica" no e-mail para a equipe no dia seguinte. E era verdade. Foi engraçado que algo tão simples quanto jogar com um amigo em um dispositivo diferente tenha sido tão especial, e esperamos que isso se torne algo mais comum nos jogos.

Diário de Bordo de Sea of Thieves 2: Zarpando no PC

Duração 5:47

Preocupe-se com o Jogo, Não com o Dispositivo

Os hábitos dos jogadores estão mudando. O modo como assistimos a alguma coisa ou jogamos é uma experiência praticamente "sob demanda". Uma das vantagens do multissistema é que, por exemplo, se um familiar estiver assistindo ao Netflix pelo Xbox One na sala, você pode simplesmente ligar seu PC ou laptop com Windows 10 e continuar jogando de onde parou. Aí, quando ele tiver terminado de assistir a um filme ou série e quiser jogar com você, você pode convidá-lo e até estar na mesma sala que a sua tripulação cooperativa recém-formada. A liberdade de escolher o jogo que você quiser, em vez de ter que jogar no dispositivo que estiver disponível, é algo muito importante para boa parte do nosso público, que possui mais de um dispositivo, e queremos que isso seja aproveitado ao máximo.

Dividindo o Brinquedo

Uma parte interessante do multissistema é o quanto ele permite que comunidades diferentes se envolvam e joguem juntas. Consequentemente, isso aumenta a quantidade de histórias que podem ser contadas. Alguns dos nossos Marujos (os integrantes mais próximos da nossa comunidade) não tinham conseguido jogar juntos até pouco atrás, já que usam dispositivos diferentes, mas agora eles podem compartilhar a experiência sem a barreira que os bloqueava antes. Além disso, eles podem encontrar tipos de jogadores diferentes e fazer novos amigos, e é claro que a organização de partidas sempre é mais rápida quando há mais jogadores.

Algo do qual estamos muito cientes é a necessidade de haver um equilíbrio. Depois de fazermos alguns testes recentemente, descobrimos que os jogadores de PC eram 4,5% mais eficientes em eliminar esqueletos dos que os jogadores de Xbox. É uma diferença muito pequena, e vamos continuar monitorando isso. No entanto, o PvP entre plataformas, ou, mais importante ainda, a entrada dos dispositivos, é o foco principal da nossa equipe de design, e já estamos trabalhando com a equipe de Experiência do Jogo para mudar a maneira como as armas funcionam, para ficarem mais balanceadas para o multissistema. Adicionamos muita telemetria a isso, e a mudança nas armas as fez parecer muito mais adequadas, já que antes se assemelhavam mais a armas a laser do que bacamartes antigas, roubadas e munidas à pólvora. *respira*

Sem Atrasos

No fim, nós aqui da Rare achamos que para Sea of Thieves não ser considerado algo transitório, o jogo teria que ser disponibilizado com recursos idênticos aos do Xbox (junto com todos os detalhes que os jogadores de PC esperam), e o mais importante é que ele teria que ser lançado no mesmo dia para os jogadores de ambas as plataformas. Estamos aqui na Gamescom esta semana para anunciar que Sea of Thieves chegará no início de 2018, no mesmo dia, para Windows 10 e Xbox One. É uma afirmação ousada e muito importante para nós.  De agora em diante, toda vez que executarmos um Alfa Técnico, ele poderá ser jogado em ambas as plataformas, a não ser que haja algo muito específico que permita fazer o teste em apenas uma delas. É muito bom estar aqui na Gamescom e ver em primeira mão o pessoal jogando em PCs com monitores de 21:9 e 144 Hz, ou em 4K/60 em um PC monstro, ou em um Xbox One, e todo mundo se divertindo. É uma experiência realmente mágica.

Os jogadores de PC e Xbox vão poder se unir para desbravar os mares de Sea of Thieves!

Adicionando Mais Dispositivos

Quando for lançando,  o Xbox One X permitirá que todo mundo jogue em 4K. Na posição na qual estamos agora, esse será outro dispositivo que funcionará perfeitamente com o recurso de multissistema, e não vemos a hora de implementá-lo em nosso Alfa Técnico!

Ted Timmins, Líder de Design para PC


E é isso aí. O multissistema está oficialmente disponível em Sea of Thieves. Se fizer parte do nosso Alfa Técnico, você poderá experimentar esse recurso do conforto da sua cadeira ou sofá na semana que vem.

Está empolgado para ver o que mais vai surgir em Sea of Thieves? Então, inscreva-se no nosso Insider Programme, caso ainda não tenha feito isso, para ter a chance de participar das próximas sessões do Alfa Técnico, e nos siga em nossas redes sociais para não perder nada quando chegarmos à Gamescom 2017!