Nossa viagem pelo mês de setembro está acabando. Estivemos muito ocupados. A EGX e o Dia de Falar como Um Pirata foram apenas algumas das coisas com as quais a equipe esteve envolvida. Mas antes que o mês acabe mesmo, temos mais um Destaque da Comunidade para você!

Hoje, vamos falar com mais um dos usuários frequentes dos fóruns de Sea of Thieves: o Tom, também conhecido como Taydoge Swift. Neste Destaque, o Tom conversa com a gente sobre alguns de seus momentos favoritos dentro e fora de Sea of Thieves e a origem de seu apelido inspirado no meme de uma estrela do pop. Pode falar, Tom!

Alguns piratas têm papagaios como companheiros. Outros têm... gatinhos de pelúcia fofos?

[P]: Fale um pouco sobre como você começou a jogar.

[R]: Bom, o primeiro título que me lembro de ter jogado foi Super Mario 64, na casa do meu avô, quando tinha só seis anos de idade. Quando penso nisso, me sinto muito sortudo por ter começado com um jogo tão elogiado, já que acho que ele abriu o mundo dos videogames para mim. Experimentar a liberdade de sair pulando por aí como o Mario, poder "cair no sono" quando você não estava jogando, trapacear se lançando de um canhão para chegar antes de um único cara no topo da colina... Essas são todas lembranças muito vívidas não só do jogo, mas de momentos que tive com a minha família.

Só adquiri um console recentemente, mas lembro de montar meu próprio PC para jogar Star Wars Republic Commando, meu jogo favorito de todos os tempos (nunca vou te esquecer, Sev). Esse foi o primeiro título que joguei no PC que exigia uma placa de vídeo. E assim começou a jornada delicada (e cara) para montar e manter um PC, e foi assim que comecei em PCMR.

[P]: Você já era fã da Rare antes de Sea of Thieves e você tem algum jogo favorito da empresa?

[R]: Vou poupar vocês dos vários trocadilhos que acabaram de surgir na minha cabeça e dizer apenas que só lembro de ter jogado dois títulos da Rare, mas adorei os dois. (Que foi? Vocês não faziam muitos jogos para PC antes!) O primeiro foi Donkey Kong Country no Game Boy Advance SP. Que jogo incrível. Havia um equilíbrio ótimo entre dificuldade e diversão, e eu adorava a animação do salto nas toupeiras. Sempre que eu jogava de novo, o meu momento favorito era a fase do carrinho de mineração.

O segundo jogo é mais recente: Kinect Sports Rivals. Não vejo esse título receber reconhecimento suficiente. Ele é incrível. Foi o que me convenceu a comprar o Kinect. Nem vou contar quantas vezes achei que tinha machucado o braço jogando tênis ou pareci um bobo pulando sem parar na fase de escalada de rocha. Além disso, o lance do sensor de reconhecimento facial era muito bacana. Quem não quer ver uma versão alta e magrela de si mesmo fazer coisas incríveis como escalar rochas, jogar tênis ou andar de jet ski enquanto o seu eu real está sentado em um lugar com um bom ar-condicionado? Como assim eu poderia fazer isso na vida real? Para quê?

[P]: O que você está jogando no momento? Tem algum favorito?

[R]: Deixa eu ver aqui o que ando jogando... *confere a biblioteca dele no Steam*. Eu sempre alterno entre os três ou quatro títulos que estou jogando ao mesmo tempo. No momento, eles são Overwatch (deixem a Mercy mais boazinha e o Roadhog mais durão), Rainbow 6 Siege (jogo principalmente com Lord Tachanka), Battlefield 1 (uma metapiada inteligente) e PUBG, é claro. Mas o meu jogo favorito de todos os tempos é Star Wars Republic Commando. Ele é genial para mim, um nerd de Star Wars, porque expandiu o universo mostrando os Soldados Clones que sempre foram os meus favoritos nas séries e nos filmes. Adorei o diálogo do esquadrão, e no final eu disse: "Cadê a fase seguinte? Preciso terminar isso!".

Depois vem Bioshock Infinite, por razões semelhantes. História impressionante, personagens ótimos. A Elizabeth foi um dos poucos personagens por quem me apaixonei. Ela transmitiu tantas coisas em seus diálogos e cenas que realmente achei que estava lutando por ela. Quando os créditos começaram a subir, fechei a boca e pressionei Novo Jogo para ver o que eu podia fazer de diferente e se conseguia identificar algo que deixei passar na primeira vez. Eu precisava fazer isso… pela Elizabeth.

Como qualquer pirata, o Tom adora aventuras ao ar livre.

[P]: O que inicialmente trouxe você para a comunidade de Sea of Thieves?

[R]: Um artigo no Windows Central, o melhor lugar para ver notícias sobre o Xbox! (#nãoépatrocinado). Mas falando sério, eu li assim: "Tem um jogo da Rare com piratas e tesouros" e falei: "Que legal". Eu gostei do trailer diferente da E3 daquele ano, então achei que não custava nada me inscrever e descobrir o motivo daquela empolgação toda. E a gente aproveita qualquer chance de conferir um jogo exclusivo do Xbox mais cedo, né?

[P]: Você é conhecido por deixar memes e GIFs engraçados nos fóruns, mas também por fazer várias postagens inteligentes. Como fã do jogo, o que mais você espera trazer para a comunidade?

[R]: Uau! Postagens inteligentes? Estou lisonjeado. E é verdade, eu faço alguns memes e GIFs de vez em quando. Mas espero me tornar conhecido por mais do que isso. Alguns meses atrás, ajudei a CaptnJaq a iniciar as 24 horas de streaming beneficente. Fiquei impressionado de ver alguém se empenhar para organizar um evento como esse e reunir pessoas que pudessem ajudar. Ela fez isso acontecer de um jeito incrível, e desde que vi isso, sempre tento pensar: "O que a CaptnJaq faria?". Ela ajuda o pessoal nos fóruns com muita simpatia. Apesar de eu não ser tão simpático, sempre tento ajudar os outros de um jeito divertido ou diferente.

Eu acho que copiar e colar respostas pode ficar meio chato, e apesar de isso ser necessário em alguns tópicos, por causa do assunto, tento personalizar as respostas ou dar a razão por trás delas. Eu particularmente não ligo muito para a resposta em si, só quero saber o motivo para entender melhor. É isso que tento fazer nos fóruns e no Discord para ajudar a explicar melhor por que algo é do jeito que é. Como diz um dos meus memes, as pessoas não acham que o jogo é como é, mas é.

[P]: Será que a gente pode saber como surgiu seu apelido: Taydoge Swift?

[R]: Bom, nem sempre fui conhecido como Taydoge nos fóruns. No começo, eu era TheMadHattster, minha gamertag original do Xbox. Eu usei esse apelido para as minhas contas desde muito cedo, inclusive para a minha conta no Steam. Naquela época, eu não era tão ruim no velho Counter-Strike: Global Offensive, então eu precisava de uma... hã… conta alternativa. Mas eu precisava de um novo nome de usuário. Naquele momento, me veio uma luz e ouvi a voz angelical da Taylor Swift flutuando de longe até mim (dos meus fones de ouvido, já que eu estava ouvindo uma música dela). Por que não combinar essa mulher linda com um cachorro (que em alguns memes é chamado de "doge", em inglês)? Mas eu não sabia mexer no Photoshop!

Só que eu nem precisava saber. Para a minha sorte, existe a Internet, e alguém já tinha tido essa ideia, então roubei a imagem do Tumblr. Mas mudei as palavras um pouco, então agora é minha! O pessoal adora essa imagem, aliás. Quando estou jogando Siege, as pessoas dizem: "Seu apelido não me é estranho" e depois olham para a foto do meu perfil e na mesma hora dizem: "É, é você mesmo". Então, até que é legal ser famoso (ou infame).

[P]: Tem algum momento que se destacou para você no seu tempo como usuário dos fóruns de Sea of Thieves ?

[R]: Sim. Quando alguém usava a tag @exclusivo e todo mundo nos fóruns pirava. A gente gritava com a pessoa, e os Marujos não conseguiam fazer nada para impedir. Bons tempos. Não é mais assim. Os novos Usuários Exclusivos nunca vão conhecer a alegria de ser tagueado, já que isso foi desabilitado. Descanse em paz, tag @exclusivo. Você foi embora muito cedo.

Além disso, teve também a vez que o JoeNineTee comentou que "deu risada" com uma postagem minha. Quero colocar isso no meu currículo. Mas ele não atende às minhas ligações.

Outra coisa é que eu adorei o modo como o Discord colaborou para a caçada na Gamescom. Fizemos um canal para falar sobre os enigmas, e embora eu tenha achado o destino um pouco antes, foi muito legal ver tantas pessoas aparecerem e conversarem sobre as pistas, criarem mapas prováveis e ajudarem umas às outras sem entregar o local exato, caso o tivessem encontrado.

Histórias de viagens passadas são uma parte importante de Sea of Thieves, e o Tom tem algumas para contar!

[P]: Agora que já jogou, você tem alguma história de uma das suas sessões?

[R]: Sim, sobre a minha primeira sessão, na semana da Gamescom. Eu estava com um grupo de jogadores novos do Alfa Técnico, que também tinham acabado de ser convidados, então nenhum havia tido a experiência ainda. Passamos a primeira meia hora vomitando em um balde e arremessando-o uns contra os outros, e de repente eu tive *a experiência*. Estávamos caçando tesouro em uma ilha e cheguei até um penhasco de frente para o mar. Vi dois navios guerreando a distância e, por alguma razão, adorei assistir à luta. Foi como uma cena de um filme, e adorei cada segundo. O modo como navegavam ao redor do outro, os canhões disparando, a aproximação ou o afastamento, dependendo do movimento do leme, etc. O momento foi arruinado quando um navio colidiu contra o outro e os dois afundaram, mas foi bom enquanto durou.

Procurar o baú da Gamescom também foi muito divertido. Fui o primeiro da minha tripulação (oi, CaptnCross, e Freckle Force, e o outro cara que eu não lembro o nome!) a descobrir a localização do baú. Quando o vi pela primeira vez, fiquei surpreso com sua natureza misteriosa. Eu disse: "Gente, vocês têm que ver isto!" Ouvir todos se surpreendendo ao mesmo tempo definitivamente compensou não ter ido até lá sozinho.

[P]: Se você tivesse que escolher um nome de pirata, qual seria?

[R]: Eu... não sei. Não estava preparado para isso. Captain Pegleg Eyepatch Hookhandbeard? Vai ter que ser esse. O negócio é que eu sou o pirata mais sem graça da história. Arrr!

[P]: Que outros tipos de hobbies você tem, além de jogar?

[R]: Existem... outros? Bom, eu trabalho meio período e vou para a escola todos os dias, então, no pouco tempo livre que eu tenho, gosto de sentar na minha cama e assistir aos metas de composição de Overwatch, ver Gravity Falls pela quarta vez e enrolar para não fazer a lição de casa criando GIFs e vídeos ruins para a diversão de provavelmente ninguém além de mim. Também faço atividades ao ar livre. Descobri que com todos os sons de notificação, feeds para atualizar e ciclos novos, eu comecei a gostar muito mais de sair de casa e desligar o celular por algumas horas, andar à margem de um lago, olhar o pôr do sol e pensar na vida e na existência. Depois, vou para casa, inicio Overwatch e me preparo para perder a paciência com alguém que escolhe o Hanzo quando já temos a Widow e a Ana.

E assim termina mais um Destaque da Comunidade. Agradecemos ao Tom por ter nos contado mais sobre si mesmo! A gente entendeu o... gancho... do nome de pirata dele. Em outubro, vamos disponibilizar mais Destaques e outros artigos para você explorar nas próximas semanas. Até lá, fique ligado em nossas várias redes sociais para não perder nada!